Cash Flow – O Que é e Como Ele Pode Lhe Ajudar

cash flowO principal fator que sustenta uma empresa é o dinheiro que entra e sai dela, afinal de contas os principais objetivos de qualquer instituição comercial estão ligados à obtenção de lucros. Para que isto dê certo é necessário que o empreendimento se empenhe ao máximo para controlar as suas finanças de modo adequado, dessa maneira ele estará preparado para enfrentar diversas situações que poderiam lhe causar preocupação no dia a dia.

Entre as formas de realizar o controle do caixa de uma empresa ta o cash flow, que nada mais é do que um termo designado para explicar a administração de todo o dinheiro que entra e sai do caixa da instituição. A partir deste procedimento, é possível analisar diversos aspectos econômicos que envolvem o negócio, evitando eventuais prejuízos e podendo contribuir para desenvolver projetos que tragam benefícios.

A vantagem do cash flow é o fato de ele poder ser realizado de maneira simples, porém, é necessário que seja feito com o máximo de organização e comprometimento, pois só assim pode-se chegar a resultados precisos que realmente influenciaram na vida econômica da empresa. Para te ajudar, iremos trazer aqui, mais sobre o que é cash flow e no que ele pode auxiliar no dia a dia.

1 – O que é cash flow

Em primeiro lugar, é necessário começar compreendendo o que é cash flow, mais especificamente o termo corresponde às palavras ‘’fluxo de caixa’’, que nada mais é do que a quantidade de dinheiro circulando no caixa de uma empresa, tanto no que diz respeito ao faturamento quanto aos gastos mensais ou semanais. Fazer o cash flow consiste em controlar este fluxo econômico da instituição, de modo que ela esteja sempre ciente dos seus compromissos financeiros e também dos seus lucros.

É importante ressaltar que o cash flow pode ser realizados por todos os tipos de empresas, desde as pequenas até as grandes. Além disso, este processo só benefícios à acrescentar ao empreendimento, uma vez que cumpre a função de nortear as ações futuras do empreendedor, de modo que ele posso gerir o seu negócio da melhor forma possível, podendo evitar prejuízos e aumentar os lucros.

  • O cash flow é fluxo de caixa da empresa;
  • Este procedimento controla o dinheiro que entra e sai do empreendimento;
  • Todas as empresas podem realizar cash flow;

2 – Quais os benefícios do cash flow

Realizar o cash flow na empresa só agrega benefícios a todos os setores, principalmente o econômico. O primeiro fator positivo que este processo traz é a transparência das contas que a instituição recebe e tem de arcar, dessa maneira é possível evitar fraudes por parte de quem manipula o dinheiro e faz a distribuição de honorários dos funcionários e honra as despesas do empreendimento.

O segundo benefício que esta atividade traz para a empresa é o fato de se poder controlar a situação financeira a partir dos dados obtidos, pois assim, é possível verificar se há perigo de enfrentar prejuízos, sendo necessário fazer economias para conseguir pagar aos próximos vencimentos. Além disso, se o negócio estiver como um lucro alto também pode-se planejar novos investimentos que poderão até mesmo dobrar os rendimentos da insituição;

  • O cash flow traz benefícios positivos para a empresa;
  • A partir deste processo pode-se evitar crises financeiras;
  • Como os dados deste estudo é possível decidir fazer novos investimentos;

3 – O que avaliar para fazer o cash flow

Há basicamente dois dados que devem ser analisados para garantir a o resultado correto ao realizar o cash flow, trata-se do lucro que entra e o dinheiro que sai da empresa. Estes pontos são fundamentais para conseguir realizar o procedimento, sendo necessário fazer um amplo levantamento de todos os dados que dizem respeito ao caixa da instituição.

Além disso, na categoria dos gastos que a empresa tem de arcar, também pode-se colocar os custos com eventuais problemas que surgirem no meio do caminho, o ideal é que estes dados sejam dispostos no levantamento para que o empreendedor esteja preparado e conte com uma reserva financeira para arcar com as despesas extras sem sofrer prejuízos.

  • Avalie o dinheiro que entra no caixa da empresa;
  • Deve-se estudar os custos com as contas a serem pagas;
  • É recomendado prever eventuais custos extras;

4 – Como coletar os dados para fazer cash flow

Para dar início ao cash flow é necessário começar fazendo o levantamento dos dados para poder chegar aos resultados mais corretos. É importante ressaltar que este estudo deve ser feito minuciosamente, uma vez que até mesmo os custos menos relevantes têm que constar na lista, pois do contrário podem gerar pequenos desfalques no orçamento do empreendimento.

Sendo, assim a primeiramente é recomendado abrir o caixa do negócio e verificar a partir dos documentos, notas fiscais ou mesmo contar manualmente quais são os lucro obtidos no dia, semana ou mês, na sequência deve-se fazer relatório, delatando todos os itens. Na próxima etapa, é preciso avaliar as contas a serem pagas nos próximos dias ou mês, é indicado analisar todos os boletos e contas básicas como, por exemplo, água, luz, internet, aluguel do espaço, entre outras coisas, ao final os dados devem ser relatados;

Por fim, o ideal é fazer uma previsão dos custos que podem vir de pequenos imprevistos como consertos, reformas, contratação de novos funcionários, além de outras particularidades que envolvam o setor de atuação da instituição.

  • O levantamento dos dados deve ser feito cuidadosamente;
  • Analise os lucros que entram e as contas que devem ser pagas;
  • Preveja gastos eventuais;

5 – Quem deve fazer o cash flow

Um dos principais fatores a serem discutidos na hora de decidir fazer o cash flow é escolher quem será o responsável por esta tarefa tão importante. É necessário optar por alguém que tenha qualificação o suficiente para fazer este serviço, sendo de preferência um contador ou administrador, uma vez que ela terá de ter conhecimentos na área financeira.

Também indica-se que o profissional escolhido seja de inteira confiança da empresa, pois é a partir dos relatórios feitos por ele que poderá se saber os rumos financeiros que deve-se tomar nos próximos períodos e qualquer erro ou desvio de verba pode causar um enorme prejuízo e crises dentro da instituição.

  • O profissional responsável pela atividade deve ser qualificado;
  • A pessoa tem que ser de confiança da empresa;
  • Qualquer desfalque gera prejuízo para o empreendimento;

6 – Quando usar o cash flow

Bom, deve-se entender que cash flow pode ser utilizado constantemente para levantar a situação financeira da empresa, o ideal é que a atividade seja utilizada uma vez por mês ou a cada fechamento de caixa e vencimentos do empreendimento como, por exemplo, pagamento de funcionários e quitação de despesas. Sendo assim, sempre que for necessário saber o lucro total ou o valor dos gatos que incidem sobre a instituição é recomendado aplicar este procedimento.

O levantamento também pode ser feito em momentos esporádicos, tendo como intuito apenas fazer um balanceamento de as quantas anda a situação financeira da organização, de modo a ter um caráter mais cauteloso e possibilitando analisar se todas as tarefas estão sendo cumpridas de maneira correta, evitando que alguém retire quantias indevidas para benefício próprio.

Sendo assim, não há um momento mais apropriado para se fazer o cash flow, porém, o procedimento é imprescindível para manter as finanças do negócio organizadas e com as contas em dia.

  • O cash flow pode ser realizado todo o mês;
  • O empreendedor pode optar por aplicar o processo em diversos momentos;
  • Não há uma data específica para fazer esta atividade;

7 – Como usar cash flow para medir o perigo de falência

Esta análise do caixa da empresa pode ser feita com o objetivo de descobrir se o negócio está próximo da falência. Neste caso, o estudo é mais focado nas contas que a empresa está devendo e aquelas que ainda terão de ser pagas. É necessário somar todos os itens até chegar a um valor total da dívida.

Na próxima etapa, é feito o levantamento do dinheiro que se tem em caixa e a quantia que ainda poderá entrar nos próximos dias, semanas e meses. Caso, este valor seja duas vezes menor do que o preço da dívida é preciso acender o alertar vermelho, pois isto indica que o empreendimento terá que passar uma reestruturação financeira para tentar cortar os gastos menos necessário por um tempo ou permanentemente para poder saldar as suas despesas.

  • Faça um levantamento do valor das dívidas da empresa;
  • Verifique quanto de dinheiro está disponível e pode entrar no caixa;
  • Reduza os gatos desnecessários;

8 – Como atualizar o cash flow

Para que o cash flow seja sempre funcional é necessário ser atualizado com frequência, uma vez que a empresa poderá ter rendimentos diferentes dependendo do mês. Sendo assim, o ideal é executar esta tarefa pelo menos uma vez a cada 30 dias, devendo o trabalho ser feito desde o início com o levantamento dos dados. Dessa maneira, o empreendimento estará sempre a par da sua situação orçamentária.

  • Atualize o cash flow;
  • O processo deve ser feito uma vez por mês;
  • O trabalho tem que ser realizado desde o início, mesmo que o faturamento seja semelhante ao período anterior;

DEIXE UMA RESPOSTA